Notícias » NO PÓDIO

Araguaense fica em 3º lugar no maior evento de crossfit da América Latina no Rio de Janeiro

Da Redação
28 de novembro de 2017, 09h11

Depois de iniciar a prática esportiva em aparelhos da Praça Tiradentes e no Parque Ecológico Atanael Farias da Costa, no município de Alto Araguaia (415 km de Cuiabá), o araguaiense Mateus Rodrigues Rezende, 17 anos, não parou mais. Sempre ativo, ele foi apresentado a um box de treinamento por indicação de um amigo e deu uma chance ao crossfit, modalidade que tem quase mil pontos oficiais no Brasil, um destes na cidade natal.

Mateus nasceu em Alto Araguaia em agosto de 2000 e participou pela primeira vez da Monstar Series, no Rio de Janeiro

A história de Mateus é de superação e exemplo. Ele nasceu com má formação na perna direita e com 10 anos de idade teve que passar por um processo cirúrgico para amputação. Mas nunca desistiu do esporte. Primeiro apostou na prática utilizando apenas o peso do próprio corpo. Daí para o crossfit foi um pulo. Começou a modalidade em 2015 e não parou mais.

“Bastou conhecer para me identificar. Desde de que entrei, não saí mais”, conta. Mateus é araguaiense, filho do casal Maria de Fátima Rodrigues Rezende e Teodoro Rodrigues Rezende, residentes em Mineiros. Atualmente ele mora em Cuiabá. A falta de oportunidades em Alto Araguaia fez o jovem mudar para a capital em busca de emprego. Na capital mantém sua rotina de treinos.

Quase três anos depois de ter começado a treinar participou, pela primeira vez, da etapa 3ª etapa do Monstar Series, o maior evento de crossfit da América Latina, nos dias 24, 25 e 26 de novembro no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, na categoria pernetas (amputados). Essa foi apenas a primeira participação de Mateus para sua modalidade. Ele já havia disputado outras competições com atletas não amputados e impressionou.

Foram cinco competidores e disputados cinco wods (sigla para a expressão inglesa ‘workout of the day’, que é a missão do dia, quando o praticante tenta dar o seu melhor). Ele ficou em terceiro lugar no geral ao computar 900 pontos. Em primeiro ficou Vinicius Alves Pereira de Assis, do Rio de Janeiro, e Evanilson Raul de Souza Franca, de São Paulo, em segundo.

Durante a competição, Mateus teve a oportunidade de dividir a arena com grandes estrelas do esporte e, ao mesmo tempo, de também ser uma das estrelas. “Para mim foi um grande desafio. Agora é continuar treinando mais para se preparar para as próximas competições que surgirem”, disse.




%d blogueiros gostam disto: