Notícias » MATO GROSSO

Delator nega entrega de propina diretamente a Silval

Soraya Medeiros, repórter do GD
A GAZETA 23 de outubro de 2015, 14h10

SILVALO principal delator da Operação Sodoma, João Batista Rosa, disse em depoimento para a juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Selma Rosane Arruda que nunca tratou sobre incentivos fiscais ou pagou propina diretamente ao ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

A magistrada questionou o empresário sobre a participação do ex-governador no esquema e ele garantiu que não manteve contato com o mesmo. “Nunca entreguei nada para ele, afirmou em audiência”.

João disse que a única vez que conversou com Silval foi para perguntar sobre o crédito de incentivos ao comércio, que foi uma das promessas da campanha do ex-governador.

Selma perguntou também se o ex-chefe da Casa Civil, Pedro Nadaf, alguma vez fez referência de que Silval não podia dar mais prazos para o pagamento ou sobre perda do benefício. João apenas respondeu que não.

Vale destacar a última pergunta da magistrada Selma Arruda: “É possível que Pedro Nadaf tenha feito da cabeça dele, mesmo as chantagens e que fez tudo isso sozinho? O empresário respondeu que só as investigações é que irão dizer”.

O depoimento do empresário foi exibido aos desembargadores da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça pelos advogados Ulisses Rabaneda e Valber Melo, que fazem a defesa de Silval Barbosa, na última quarta-feira, quando da discussão do mérito do pedido de habeas corpus em favor do ex-governador.

 




%d blogueiros gostam disto: