Notícias » POSICIONAMENTO

Sylvia Maia chama parcelamento de dívida da prefeitura com previdência dos servidores de ‘irresponsável’

Assessoria de Imprensa
3 de agosto de 2017, 10h08

A líder do PTB na Câmara de Vereadores, Sylvia Maia Santos, criticou o Projeto de Lei nº 055/2017 apresentado pelo Executivo pedindo autorização da Câmara de Vereadores para parcelar dívidas da prefeitura com a contribuição previdenciária patronal devida e não repassada ao Regime Próprio de Previdência Social (RPPS). A vereadora obteve informações que os débitos com a não transferência dos recursos ao Fundo Municipal de Previdência (Previmar) chegam a R$ 600 mil referente aos meses de maio em junho de 2017.

Vereadora antecipou voto e diz que será contrária à medida proposta pela prefeitura

A proposta vai para apreciação na Câmara de Vereadores em Sessão Extraordinária nesta quinta-feira (03/08) às 19h (horário de Brasília), conforme ofício circular 013/2017. Segundo a edil, trata-se de algo tão ruim que classificou a proposta como ‘irresponsável’.

Pela proposta, o objetivo é o parcelamento dos débitos referentes aos meses de maio a junho de 2017 em até 60 vezes. A vereadora já adiantou que vai votar contra o Projeto de Lei 055/2017, que prevê o parcelamento das dívidas. Ela afirmou que ficou ainda mais espantada quando ficou sabendo que o projeto tramitará em regime de urgência simples.

“Mais uma vez o servidor se sente lesado. Primeiro com o episódio do 13º salário e agora com sua sagrada aposentadoria. É preciso lembrar que os servidores, aposentados e pensionistas, apesar de todas as dificuldades, estão tendo descontado dos salários os proventos da parcela de contribuição. Eles cumprem a sua parte. A administração não”, conclui.

Ela já adiantou que votará contrário a proposta. “Não vamos ficar calados, pois não aceitamos. Serei firme na minha decisão de votar contrário a esta proposta absurda e irresponsável. Votaremos pela rejeição. Todo repasse é aplicado e rende juros. O parcelamento vai impossibilitar e inviabilizar o rendimento. Vou contra e vou sustentar meu voto até o fim”, discorreu a vereadora.

Da Assessoria de Gabinete da Vereadora




%d blogueiros gostam disto: